quarta-feira, 27 de abril de 2011

Situação dos Biomas Brasileiros.




O Brasil concentra um terço das florestas tropicais do mundo, mas apenas 1,99% é protegido por unidades de conservação integrais (que não permitem o uso dos recursos naturais). Essa porcentagem está bem abaixo da média mundial, que é de 6%. Além de poucas, as unidades de conservação estão mal distribuídas no país. Essa conclusão é resultado de um estudo realizado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Deste estudo, resultou um novo mapa da biodiversidade do País.
O trabalho foi apresentado na 52a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no dia 11/07/2000, em Brasília (DF), e mostra uma radiografia completa dos sete grandes biomas brasileiros: Amazônia, Caatinga, Campos Sulinos, Cerrado, Sistema Costeiro, Mata Atlântica e Pantanal.
O mapa nacional da biodiversidade, além de redefinir geograficamente os sistemas brasileiros, mostra algumas surpresas, como o fato de a Mata Atlântica, apesar de ter número expressivo de unidades de conservação, estar com apenas 0,69% de sua área protegida. 
Outra surpresa nada agradável: o Brasil está muito atrás de outros países da América do Sul na área de proteção ambiental: à nossa frente estão a Bolívia (com 3,9% de sua área de conservação integral preservada), a Colômbia (7,9%) e a Venezuela (22%).
O governo brasileiro pretende mudar essa situação com a proposta de investir em torno de US$ 240 milhões, com financiamentos externos do Banco Mundial, e aumentar para 10% as áreas de proteção integral.
Atualmente, cerca de 90% das áreas protegidas no país, em 150 unidades de conservação, estão sob responsabilidade do Ibama. O restante fica sob os cuidados dos estados e municípios.

Conheça a situação atual dos sete Biomas Brasileiros:
Amazônia: maior bioma brasileiro, com 369 milhões de hectares, tem apenas 3,6% de sua área sob conservação federal.

Cerrado: mesmo sendo o segundo maior bioma do Brasil, além de conter a mais rica biodiversidade do mundo, o cerrado tem apenas 0,8% de sua área sob proteção.
Caatinga: com exceção de uma área do Parque Nacional da Serra das Confusões, este bioma não tem recebido nenhuma proteção. Só 0,8% de sua área tem unidades de conservação.

Mata Atlântica: tem o maior número de unidade de conservação do Brasil (36), mas ainda assim esse bioma apresenta somente 0,69% de sua área total sob proteção, em razão da pequena área das unidades de conservação existentes.
Campos Sulinos: apenas duas áreas são protegidas, representando 0,3% do ecossistema: a Estação Ecológica do Taim e Parque Nacional da Lagoa do Peixe.

Pantanal: apesar de sua biodiversidade, só tem duas unidades de conservação, que representam 0,55% de sua área.
Ecossistema costeiro: com apenas três ecorregiões, a região costeira é a mais protegida, com 6,4% de sua área protegidos.

Fonte: WWF/2000

Nenhum comentário:

Postar um comentário