quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Governo brasileiro ajudará Colômbia no resgate de reféns das Farc.


Depois de um apelo do presidente colombiano, Juan Manuel dos Santos, o governo do Brasil concordou em auxiliar a Colômbia no resgate de seis reféns das Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. A ajuda foi oficializada nesta quinta-feira (16/02) pelo vice-ministro da defesa do país, Jorge Enrique Bedoya. 
   
Ele acrescentou que "junto com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e o Brasil, estamos atentos para o desenvolvimento do protocolo necessário" para o resgate dos sequestrados.

O grupo guerrilheiro divulgou que serão libertados o cabo Luis Alfonso Beltrán, os sargentos César Augusto Lasso e José Libardo Forero e os subintendentes Carlos José Duarte, Jorge Trujillo e Jorge Humberto Romero. 
   
Bedoya reiterou que o governo do presidente Juan Manuel Santos "vai fazer o que for necessário para que este processo aconteça o mais rápido possível" e pediu "que estas pessoas sejam libertadas sem show midiático".
   
As Farc haviam anunciado há dez dias o adiamento da libertação dos reféns alegando que Bogotá estaria militarizando a área estabelecida para a libertação.

No início dessa semana, Santos havia questionado a demora de um posicionamento das autoridades brasileiras sobre o caso. Em sua conta na rede de microblogs Twitter, disse que deu “luz verde ao Brasil para ajudar na libertação dos sequestrados” e perguntou o porquê da demora.
Fonte: Opera Mundi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário