sábado, 17 de março de 2012

EXERCÍCIOS GEOPOLÍTICA 02.


EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR SOBRE GEOPOLÍTICA

01)   (VUNESP) Os recentes acordos para a diminuição das armas estratégicas de longo alcance afastam as campanhas histéricas e o perigo de um confronto bélico catastrófico. Quando se analisam as origens da denominada Guerra Fria, percebe-se que ela se relacionou inicialmente com:
a)       a política do desarmamento nuclear e o enfrentamento militar direto entre as duas superpotências. 
b)       A instalação de rampas de lançamento e a retirada dos mísseis soviéticos de Cuba.
c)       O fim da Guerra do Vietnã e o apoio norte-americano “contras’ da Nicarágua sandinista.
d)       A ascensão de Michail Gorbatchov na URSS e a sua política de glasnot.
e)       O envolvimento dos governos inglês e norte-americano na elaboração de um discurso responsabilizando o comunismo como terrível ameaça ao mundo livre.

02)   (PUC-SP) Leia com bastante atenção o texto seguinte:
“Se os capitalistas se tornam mais sensíveis às qualidades espacialmente diferenciadas de que se compõe a geografia do mundo, é possível que as pessoas e forças que dominam esses espaços os alterem de um modo que os torne mais atraentes para o capital altamente móvel. As elites dirigentes locais podem, por exemplo, implementar estratégias de controle da mão-de-obra local, de melhoria de habilidades, de fornecimento de infra-estrutura, de política fiscal, de regulamentação estatal, etc., a fim de atrair o desenvolvimento para seu espaço particular (...). A produção ativa de lugares dotados de qualidades especiais se torna um importante trunfo na competição espacial entre lugares, cidades, regiões e nações”. (David Harvey. A condição pós-moderna. S. Paulo: Loyola, 1992)”.

Assinale a alternativa que não corresponde à lógica sobre a competição espacial entre os lugares, presente no texto:
a) Os locais especialmente preparados para atrair investimentos articulam-se aos interesses das empresas transnacionais, cuja ação geográfica tem alcance mundial.
b) Os conglomerados transnacionais, ao aproveitarem a geografia do mundo para sua localização, criam uma estrutura espacial com pontos articulados entre si, a qual pode ser chamada de rede espacial.
c) os países querem receber novos investimentos mundiais, mas para isso é preciso que as transnacionais submetam-se às condições técnicas ,à ordem jurídica e aos traços das culturas locais.
d) O enxugamento dos Estados, a redução das leis trabalhistas e a remoção de normas e obstáculos de parcelas dos territórios estão dentro da lógica descrita no texto.
e) Para que a organização em rede espacial seja eficiente para uma empresa transnacional, é preciso que o espaço que ela vai ocupar seja composto por tecnologia adequada de comunicações.

03) (FUVEST) “...Nunca certas previsões do marxismo pareceram mais verdadeiras do que hoje: o que não deixa de ser bastante irônico, se considerarmos que isso se dá no momento em que o marxismo está desacreditado como filosofia social...” (Quentin Skinner, historiador inglês, 1998)
O que permite o autor sustentar, respectivamente, a tese do descrédito e a da validade do marxismo, fundamenta-se:
a) no fracasso das experiências socialistas em nosso século e no aumento extraordinário tanto da riqueza quanto da pobreza no mundo.
b) no êxito do capitalismo em eliminar as crises financeiras periódicas e no seu fracasso em fazer diminuir a população mundial.
c) na capacidade do capitalismo para controlar a pobreza e na sua dificuldade para desenvolver tecnologias que resolvessem problemas ambientais.
d) no desaparecimento da luta de classes e na intensificação da concorrência e do conflito imperialista entre as potências capitalistas.
e) no êxito do capitalismo em globalizar a economia e na incapacidade do “Welfare State” (Estado do Bem-Estar Social) para humanizar o capitalismo.

03)   (PUC-SP) Na atual fase da chamada globalização (ou mundialização) das relações socioeconômicas, destaca-se o fenômeno da formação de blocos regionais. São os casos da União Européia, do Nafta, do Mercosul e outros. Há até quem diga que essas associações estão se transformando em “superestados” , encerrando a tendência de fragmentação de territórios. Considerando as afirmações abaixo, assinale o conjunto de alternativas corretas:

1. No interior da União Européia, diante dos progressos socioeconômicos obtidos até este momento, já se pode afirmar que as velhas reivindicações separatistas foram plenamente superadas, como demonstra o caso dos bascos, na Espanha;
2.  Com a dissolução do regime socialista no Leste Europeu, intensificou-se o processo de fusão dos estados nacionais, como demonstra o caso da CEI – Comunidade dos Estados Independentes, superando-se um quadro anterior de excessiva fragmentação territorial na região da ex-URSS.
3. As transformações mundiais ligadas à globalização não estão impedindo o surgimento ou a intensificação de fortes movimentos nacionalistas e separatistas, como no caso do Canadá, onde o acordo do Nafta não interferiu no separatismo existente no Quebec;
4. A China socialista, a partir da abertura para o capital estrangeiro, beneficia-se da globalização econômica, com um crescimento econômico notável repercutindo sobre a qualidade de vida, eliminando assim antigas tensões separatistas com o Tibet.
5. Os povos africanos, vítimas históricas da fragmentação territorial construída pelo colonialismo europeu, convivem ainda com rivalidades de toda ordem, como demonstram as várias guerras regionais, exemplificadas no trágico conflito de Ruanda.
a) 1, 2 e 3.                          d) 3 e 5.
b) 2, 4 e 5.                          e) 4 e 5.
c) 1 e 4.  

04)  (FUVEST) Após o término da bipolaridade, característica do período da Guerra Fria, os conflitos armados:
a) aumentaram, devido à inegável supremacia militar dos Estados Unidos no mundo.
b) diminuíram, devido ao surgimento de outros pólos de poder no mundo.
c) diminuíram, devido à derrota do socialismo soviético.
d) aumentaram, devido à retomada de antigas diferenças étnicas e religiosas entre povos.
e) aumentaram, devido ao crescimento de países que detêm armas nucleares.

05) (FUVEST) Nas últimas décadas, na Suíça, vem ocorrendo um dos mais importantes eventos sobre a economia mundial. Participam dele especialistas, empresários e governantes que se dedicam a discussão e proposição de metas econômico-financeiras para o planeta. No final da década de 1990, diversas entidades não-governamentais de vários países associaram-se para se contrapor às resoluções de Davos, criando um outro tipo de evento global, que também vem sendo realizado anualmente desde 2001.
a) Identifique os eventos citados.
b) Caracterize o evento de contraposição mencionado quanto a seus objetivos e participantes.   

06) (MACK) Alguns analistas políticos afirmam que a ALCA (Área de Livre Comércio das Américas), tal como proposta pelos EUA, seria uma atualização da Doutrina Monroe, implantada no continente americano no século XIX. Portanto, em sua essência, ela seria ambígua e nociva para os países emergentes, em virtude de apresentar-se:
a) imperialista e participativa.
b) concorrencial e competitiva.
c) plurilateral e representativa.
d) unilateral e monopolista.
e) protecionista e imperialista.

07) (VUNESP) As duas guerras mundiais, marcadas pelo expansionismo europeu, deixaram conseqüências profundas. A implosão do império soviético está contribuindo para frear o perigoso confronto Leste-Oeste. O cotidiano europeu, no entanto, ainda apresenta cenas sombrias. A Guerra Civil na ex-Iugoslávia, entremeada da brutalidade que gera indignação, tem raízes remotas e profundas porque:
a) expressa ressentimentos étnico-nacionalistas e diferenças culturais nos Bálcãs.
b) o Pacto Nazista-Soviético colocou os Estados do Báltico sob o domínio russo.
c) o colapso do comunismo abriu caminho para a transição capitalista bem-sucedida.
d) na federação multinacional iugoslava, o comunismo foi edificado sobre base camponesa, e não operária.
e) o Tratado de Paz, que consagrou o desmembramento do Império Austro-Húngaro, pôs fim ao velho antagonismo que dera origem á Primeira Guerra Mundial.

08) (FUVEST) No século XX, o auge do chamado estado de bem-estar social (Welfare State) na Europa tem estreita relação com:
a) a democracia e a globalização da economia, a partir de 1989.
b) o liberalismo e a crise da economia capitalista, entre 1918 e 1945.
c) o socialismo e a planificação econômica, entre 1917 e 1989.
d) a social-democracia e a expansão da economia capitalista, entre 1945 e 1973.
e) o eurocomunismo e a crise da economia capitalista, a partir de 1973.

09) (GV) A criação do FMI (Fundo Monetário Internacional) e a do BIRD (Banco Interamericano de Desenvolvimento para a reconstrução e Desenvolvimento) estão vinculadas diretamente à:
a) Conferência de Yalta (Criméia) em 1945 estabelecendo as agências fianciadoras para a reconstrução da Europa e da Ásia no pós-guerra.
b) desvalorização do dólar em relação ao ouro, implementada por Nixon no início dos anos 70.
c) Conferência de Bretton Woods (EUA) EM 1944, com a formação do Banco Mundial.
d) Conferência de Potsdam (Berlim) em 1945, que determinou a área de ação destas instituições.
e) Substituição do padrão-ouro pela libra esterlina com intuito de fortalecer e desenvolver as economias dos países pós-guerra.

10) (ENEM) Os princípios estabelecidos pelo “Consenso de Washington” para a América Latina tiveram como objetivo inicial a aplicação de medidas que visavam à democratização e à economia de livre mercado. Atualmente, propõe-se a sua integração na Área de Livre Comércio das Américas (ALCA). No entanto, essa proposta tem gerado desconfianças e até pessimismo. Escolha, dentre as alternativas abaixo, aquela que melhor retrata a causa dessas reações:
a) a integração do comércio e do sistema financeiro na América Latina, como projeta a Alça, tem sido criticada pelos EUA, porque no final prejudicaria o processo de globalização.
b)  teme-se que a América Latina fique submetida aos interesses das corporações norte-americanas. Assim, não se vê vantagem num acordo tão amplo e com um parceiro tão desigual.
c) a integração priorizaria a solução de problemas sociais latino-americanos relativos á saúde, educação e moradia, em detrimento das atividades econômicas.
d) a Alca impossibilita a integração de 34 países latino-americanos que se uniriam no Mercosul.
e) acredita-se que a economia norte-americana entraria em colapso, por não conseguir concorrer com o parque industrial latino-americano.

11) (VUNESP) A globalização refere-se à aceleração do processo de internacionalização econômica, promovendo interrelações entre as diferentes partes do mundo. Os modernos meios de comunicação e transportes diminuem a distância física entre os lugares e o planeta parece ficar cada vez menor. Blocos econômicos supranacionais são criados e fortalecidos, atuando de maneira conjunta no mercado internacional. Esta interdependência, porém já mostra os seus efeitos negativos, como se observa nas informações abaixo sobre a taxa de crescimento do PIB latino-americano nos anos de 1987 e 1998.
1987: 5,3%                 1998: 3%

12) (VUNESP) O neoliberalismo predomina nas economias internas das nações e nas relações econômicas internacionais desde o final do século XX. No Brasil, o neoliberalismo manifesta-se:
a) no crescimento da concentração da riqueza.
b) na intensificação do desenvolvimento industrial.
c) no fortalecimento das organizações sindicais.
d) na diminuição da distância entre os ricos e pobres.
e) na socialização da produção agrícola.

13) (UFSCAR) “O que chamo de a mais nova divisão internacional do trabalho está disposta em quatro posições diferentes na economia informacional global: produtores de alto valor com base no trabalho informacional; produtores de grande volume baseado no trabalho de mais baixo custo; produtores de matérias-primas que se baseiam em recursos naturais; e os produtores redundantes, reduzidos ao trabalho desvalorizado ()...) A questão crucial é que estas posições diferentes não coincidem com os países. São organizados em redes e fluxos, utilizando a infra-estrutura tecnológica da economia informacional (...)” Manuel Castells, A Sociedade em Rede.
Considerando as informações contidas no trecho e as alterações no espaço geográfico a partir da Revolução Informacional, é correto afirmar que:
a) a nova divisão internacional do trabalho é uma reprodução da clássica divisão, pois há espaços geográficos de alto valor informacional (países centrais) e outras de trabalho desvalorizado (países de periferia).
b)  o desenvolvimento tecnológico na área de informação, ao reorganizar os fluxos de capital e de pessoas, criou uma rede hierarquizada e cristalizada de novos países informatizados.
c) as “cidades globais” Nova Iorque, Otawa e Rio de Janeiro são espaços geográficos exclusivos dos produtos de alto valor do trabalho informacional, representando, portanto, os ícones da nova divisão internacional do trabalho.
d) as quatro posições descritas podem ocorrer simultaneamente num mesmo país, visto que a nova divisão internacional do trabalho não ocorre entre países, mas entre agentes econômicos organizados em sistemas de rede e fluxos.
e) estão excluídos da nova divisão internacional do trabalho os países de economia dependente, porque não são capazes de produzir tecnologia de ponta, o que os impede de participar do sistema de rede e fluxos.

14) (FUVEST) Considerando a rede mundial de computadores, inovação tecnológica das mais importantes, explique as afirmações:
a) a integração econômica é facilitada pelo uso das mesmas técnicas...
b) ... contudo integrar não significa incluir a todos.

15) (FUVEST) O processo de globalização econômica e financeira envolve, de diferentes formas, vários países. Com base nessa afirmação:
a) Aponte uma característica positiva e outra negativa desse processo em relação ao Brasil.
b) Explique-as.

16) (MACK) “No limiar do século XXI, o mundo já é uma imensa cidade”. Uma cidade modulada em muitas cidades. O globo terrestre deixa de parecer um planeta, uma configuração cósmica, para se revelar uma criação humana da atividade social, de algo que cria e se recria no curso da história dos povos. Esse é o atlas no qual se localizam as pequenas e as grandes cidades.  São metrópoles e megalópoles, povoados e vilas, centros e periferias, sempre atados de perto e de longe pó estradas, rodovias, ferrovias, linhas aéreas, infovias, sempre atados pelas atividades sociais, econômicas, políticas e culturais.” Octávio Ianni – Caderno Mais! – Folha de S. Paulo, 19/08/01”.
No texto o autor sugere que:
I - o planeta Terra é, hoje, uma construção humana, que se faz ao longo do tempo.
II - as cidades, por menores que sejam, formam, graças aos meios de transporte e comunicação um conjunto único.
III – a cidade é a síntese de todo o país e de toda a sociedade.
IV – as cidades formam um conjunto acabado, atado e imobilizado em suas relações.
São verdadeiras:
a) apenas I, II e III.
b) apenas I e II.
c) todas
d) apenas I, III e IV.
e) apenas II e IV.

17) (MACK) Arrastada pelos EUA, a economia do México pode apresentar um crescimento de menos de 1% este ano. (Folha de S. Paulo, 19/08/01)
O atrelamento da economia mexicana aos EUA explica-se:
a) pela dependência mexicana das matérias-primas importadas dos EUA.
b) pelo fato de os EUA serem destinatários de cerca de 90% das exportações mexicanas.
c) pela absorção de grande parte da mão-de-obra mexicana pelo setor agrícola dos EUA.
d) pela dependência mexicana ao petróleo americano, extraído principalmente no Texas.
e) pela paridade artificial entre as medas dos dois países.

18) (GV)  Com o fim da Guerra Fria, os países que integravam o bloco socialista europeu voltaram-se à economia de mercado. Nessa transição econômica, a Federação Russa tem:
a) produzido o suficiente para atender às necessidades da população,graças à elevação do nível dos preços, antes determinado pelo estado soviético.
b) controlado com eficiência a inflação dos preços dos gêneros de primeira necessidade, mantendo um dos idéias básicos do socialismo: o bem-estar de toda a sociedade.
c) passado por privações, considerando-se que as novas regras de mercado significam a continuidade de apoio político aos países que antes constituíam o bloco, incluindo a ajuda financeira.
d) ampliando os privilégios da classe burocrata que em troca, cuida da planificação necessária para o atendimento satisfatório das necessidades alimentares do povo soviético.
e) enfrentando uma forte competição entre as próprias ex-repúblicas, uma vez que o fim da planificação extinguiu mecanismos que integravam o conjunto da economia soviética.

19) (PUC-SP) Segundo o historiador Eric Hobsbawn, para o liberalismo clássico, o homem era um animal social apenas na medida em que coexistia em grande número, por isso, considera o símbolo literário do “homem” dessa corrente do pensamento foi Robinson Crusoé, que conseguiu após um naufrágio, viver quase três décadas numa ilha deserta, criando sozinho as condições de sua sobrevivência. Em consonância com esse perfil, o pensamento liberal pressupõe:
a) a crença no progresso, que deveria assegurar através da intervenção governamental na atividade econômica, a felicidade e o conforto do maior número possível de pessoas.
b) a crença no racionalismo, na livre iniciativa e no progresso, daí decorrendo a necessidade de manter a menor interferência governamental possível na atividade econômica.
c) a crença de que o bem-estar social seria assegurado pelo respeito aos costumes tradicionalmente aceitos e estabelecidos.
d) a idéia de que a sociedade seria formada por uma teia de relações, tornando necessário ao homem agir em função de seus semelhantes.
e) a idéia de que só um governo centralizado e forte poderia assegurar a liberdade econômica e a obtenção dos objetivos individuais.

20) (FUVEST) “Mais da metade da população jamais discou um número de telefone. Há mais linhas telefônicas em Manhattan do que em toda a África, ao sul do Saara.”(Mbkein, vice-presidente da África do Sul, 1995)
“Nos EUA, os brancos representam 88,6% dos utilizadores da Internet e os negros, 1,3%, embora correspondam a 12% da população.” (Adap. Douzet, 1997)
Considerando-se os textos acima, assinale a alternativa correta:
a) o nível de vida das populações e o grau de desenvolvimento tecnológico dos países explicam a desigual distribuição da rede Internet.
b)  a cibercultura é universal e constitui um instrumento de massificação e construção de uma identidade de cultura global.
c) os fluxos de informação telefônica não devem ser confundidos com as infovias que têm uma distribuição mais igualitária no mundo.
d) os custos de conexão universal são mais elevados nos países ricos do que nos países pobres, o que explica a sua desigual distribuição mais igualitária no mundo.
e) o centro mundial de fornecimento de serviços da rede Internet são os EUA  devido à grande quantidade de telefones disponíveis.

21) (UNIFESP) De acordo com a capacidade de intervenção militar, o sistema internacional pode ser definido como:
a) assimétrico, graças à presença das tropas de paz das Nações Unidas nos conflitos internacionais.
b) assimétrico, devido á existência de uma superpotência, os EUA, que atua segundo os seus interesses estratégicos.
c) simétrico, baseado na correlação de forças entre os países árabes e a OTAN, que perdeu poder depois da Guerra do Golfo.
d) assimétrico, por causa da situação da Rússia, que ainda detêm milhares de ogivas nucleares dispersas pela Europa.
e) simétrico, dado o equilíbrio das forças militares da União Européia e dos Estados Unidos.

22) Leia atentamente o texto abaixo:
“As grandes organizações criminosas não  podem  assegurar a lavagem e a reciclagem dos fabulosos lucros extraídos de suas atividades a não ser com a cumplicidade dos meios de negócios e (...) do poder político. Esse concluio de interesses constitui um componente essencial da economia mundial, o lubrificante indispensável ao “bom” funcionamento do capitalismo. (...) Um fantástica pilhagem da qual nunca uma contabilidade global será feita. (...) Bancos e grandes empresas são ávidos em captar, depois de feita a lavagem, os lucros dos negócios do crime organizado. (..) Cada país acoberta seus meios criminosos. Centenas de grupos rivais dividem os mercados nacionais e internacionais do crime.”
“Máfia Global”, Le Monde Diplomatique, ed. Brasileira, in: Caros Amigos, abr. 2000, p. 10
A partir do texto pode-se afirmar que:
a) o crime organizado age atualmente em escala mundial, tendo os bancos instalados nos paraísos fiscais como forte concorrente nos lucros obtidos.
b) os bancos que operam em paraísos fiscais não aceitam os recursos obtidos através das atividades criminosas, devido à ameaça de represálias por parte da ONU.
c) os paraísos fiscais vivem sobretudo dos recursos gerados pelas atividades criminosas e pela corrupção, pois lhes garante total sigilo bancário fiscal, impedindo a identificação da lavagem de dinheiro e favorecendo o crime organizado em escala mundial.
d) todos os países estão empenhados em combater o narcotráfico, impedindo através da criação de leis específicas e rigorosas, sua disseminação.
e) o narcotráfico não constitui um problema global, apenas alguns países, geralmente subdesenvolvidos, enfrentam esse problema.

23) (PUC-SP) Abaixo apresentamos três críticas freqüentes sobre a globalização. Leia-as atentamente:
1. Tem provocado uma grande homogeneização de hábitos e costumes no mundo, produzindo impactos deterioradores nas culturas locais, ocasionando assim sérios problemas de identidade nos povos.
2. Estaria enfraquecendo as fronteiras nacionais, permitindo que ingressemos na era do livre comércio, no entanto, jamais os fluxos do comércio mundial – em grande escala – estiveram sob controle tão poderoso.
3. Tem ocasionado um aumento da desigualdade social no mundo entre os países e também internamente em cada país, basta ver que há indicações de crescimento da concentração de renda em muitos países.
Noam Chomsky é um intelectual americano muito conhecido, entre outras razões, por sua postura contra a política externa dos EUA e a globalização. No mês de setembro de 2000 (no dia 10), ele escreveu um artigo na Folha de São Paulo na qual reitera as posturas mencionadas. A seguir apresentamos alguns trechos:
1.  Nos EUA (...) os salários da maioria dos trabalhadores estagnaram ou caíram, as horas de trabalho aumentaram drasticamente (...) os benefícios e o sistema de seguridade foram reduzidos.
2.  A maior parte do comércio mundial é (...) operada centralmente por meio de  contratos entre grandes empresas.
3. Durante os ‘anos dourados’ (antes da globalização) os indicadores sociais seguiam o PIB. A partir da metade dos anos 70, esses indicadores vêm declinando.
Assinale  a alternativa que indica as críticas à globalização que se identificam com as frases de Chomsky.
a) Todas as críticas.
b) Somente 1 e 3.
c) Somente 2 e 3.
d) Somente a 3.
e) Somente 1 e 2.

24) (ENEM) Em dezembro de 1998, um dos assuntos mais veiculados nos jornais era o que tratava da moeda única européia. Leia a notícia destacada abaixo:
“O nascimento do Euro, a ser adotada por onze países europeus a partir de 1º de janeiro, é possivelmente a mais importante realização deste continente nos últimos dez anos que assistiu à derrubada do Muro de Berlim, à reunificação das Alemanhas, à libertação dos países da Cortina de Ferro e ao fim da União Soviética. Enquanto todos estes eventos têm a ver com a desmontagem de estruturas do passado, o euro é uma ousada aposta no futuro e uma prova da vitalidade da sociedade européia. A ‘Euroland’, região abrangida por Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França. Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal, tem um PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a quase 80% do americano, 289 milhões de consumidores e responde por cerca de 20% do comércio internacional. Com esse cacife, o Euro vai disputar com o dólar a condição de moeda hegemônica.  (  Gazeta Mercantil, 30/12/1998)
A matéria refere-se à “desmontagem das estruturas do passado” que pode ser entendida como:
a) o fim da Guerra Fria, período de inquietação mundial que dividiu o mundo em dois blocos ideológicos opostos.
b) a inserção de alguns países do Leste europeu em organismos supranacionais, com o intuito de exercer o controle ideológico do mundo.
c) a crise do capitalismo, do liberalismo e da democracia levando à polarização ideológica da antiga URSS.
d) a confrontação dos modelos socialista e capitalista para deter o processo de unificação das duas Alemanhas.
e) a prosperidade das economias capitalista e socialista, com o conseqüente fim da Guerra Fria entre EUA e URSS.



25) (UFSM) As políticas neoliberais da maioria dos Estados da América Latina, na atualidade, orientam-se pelo chamado “Consenso de Washington”, articulado pelo Banco mundial, Fundo Monetário Internacional, Bird e pelo governo dos EUA.
Entre os principais pontos desse “Consenso”, não se incluem as políticas de:
a) corte nos gastos públicos, abertura dos mercados e redução dos direitos trabalhistas.
b) desregulamentação da economia, eliminação das barreiras restritivas e liberação das importações.
c) controle do déficit fiscal, reforma tributária e liberdade para a entrada de investimentos externos.
d) diminuição das desigualdades sociais, proteção dos direitos dos trabalhadores e garantia dos direitos sociais.
e) privatização das empresas estatais, administração das taxas de juro e câmbio  garantia dos direitos de propriedade.

26) (FUVEST) O sistema econômico capitalista, a partir de um certo estágio de desenvolvimento, caracteriza-se pela formação de trustes, ou seja:
a) associações possuidoras do controle acionário de múltiplas empresas que atuam de forma coordenada no mercado financeiro de um país.
b) concordância entre empresas industriais similares para dispor sobre os mercados e a fixação dos preços.
c) associação de várias empresas comerciais, dentro do espírito da livre concorrência, a fim de evitar a concorrência de dumpings.
d) concentração de um determinado ramo industrial num grupo único, que controla a produção de um produto.
e) monopólio de patentes industriais visando à obtenção de altos lucros através do pagamento de royalties.    

27) (FATEC) Podemos afirmar sobre o Plano Marshall:
a) ajudou a reconstrução dos países comunistas depois da segunda guerra.
b) levou à liquidação dos impérios coloniais da França e da Inglaterra.
c) foi uma forma de os Estados Unidos ajudarem os países do Comecon a restaurarem a economia capitalista abalada pela guerra.
d) foi a ajuda concedida pelos EUA  à Inglaterra durante a guerra.
e) através dele, os EUA ajudaram o reerguimento da economia capitalista nos países da Europa ocidental.

28) (UFU) Por “divisão internacional do trabalho” entende-se:
a) produção de tudo de que um país necessita para o seu desenvolvimento, isso em virtude de sua intensa industrialização.
b) organização política dos países visando defender suas posições no cenário internacional.
c) autonomia entre países exportadores de matérias-primas e os exportadores de produtos industrializados.
d) especialização dos países na produção de determinadas mercadorias destinadas ao mercado internacional.
e) necessidade de circulação de mercadorias, isto é, o comércio nos diferentes graus de desenvolvimento.

29) (UFF) Os movimentos atuais da globalização, que acelera as trocas comerciais e de informação, tem como uma das suas características:
a) a valorização dos territórios nacionais e de suas fronteiras políticas, favorecida pelo estabelecimento das zonas de livre comércio.
b) a formação de espaços transnacionalizados no interior de territórios nacionais, fragilizando o poder do Estado.
c) a expansão das empresas multinacionais, fortalecendo pela globalização econômica, os países.
d) a criação de tecnologias capazes de interligar os mais reduzidos e distantes pontos do planeta, sem qualquer hierarquia de poder.
e) a formação de fluxos financeiros e de bens cada vez mais complexos, reduzindo a diferença na acumulação de riquezas entre as nações.

30) (ENEM) Você está fazendo uma pesquisa sobre a globalização e lê a seguinte passagem, em um livro:

A sociedade global
“As pessoas se alimentam, se vestem, moram, se comunicam, se divertem, por meio de bens e serviços mundiais, utilizando mercadorias produzidas pelo capitalismo mundial, globalizado.
Suponhamos que você vá com seus amigos comer Big Mac e tomar Coca-Cola no Mc Donald’s. Em seguida, assiste a um filme de Steven Spilberg e volta para casa num ônibus da marca Mercedes.
Ao chegar em casa, liga seu aparelho de Tv Philips para ver seu videoclipe de Michael Jackson e, em seguida, deve ouvir um CD do grupo Simply Red, gravado pela BMG Ariola Discos em seu equipamento AIWA.
Veja quantas empresas transnacionais estiveram presentes nesse seu curto programa de algumas horas.”   (Adap. Praxedes et. Alli. O Mercosul, Ed. Ática, 1997)

Com base no texto e em seus conhecimentos de Geografia e História, marque a resposta correta:
a) O capitalismo globalizado está eliminando as particularidades  culturais dos povos da terra.
b) A cultura, transmitida por empresas transnacionais, tornou-se um fenômeno criador de novas nações.
c) A globalização do capitalismo neutralizou o surgimento de movimentos nacionalistas de forte cunho cultural e divisionista.
d) O capitalismo globalizado atinge apenas a Europa e a América do Norte.
e) Empresas transnacionais pertencem a países de uma mesma cultura.

31) (UFMG) O ano de 1989 representou o ápice da crise do socialismo real. Considerando-se os desdobramentos dos acontecimentos  desse ano, é correto afirmar que:
a) na Alemanha, apesar da queda do muro de Berlim,a reunificação foi adiada, em razão do enorme desequilíbrio econômico e social  entre as regiões oriental e ocidental.
b) na China, se iniciou um processo de reforma do Estado que possibilitou a democratização das estruturas de poder pela adoção do pluripartidarismo, de eleições livres e da abertura da imprensa.
c) na Polônia, na Hungria, na Tchecoslováquia e na Romênia, os governos foram derrubados e reformas políticas e econômicas liberalizantes começaram a ser adotadas.
d) na Tchecoslováquia, na Hungria e na Romênia, se iniciaram movimentos de reforma do Estado em direção à construção de um novo socialismo, mais humanista e pluralista.

32) (UERJ)                                            Tropas russas avançam na Chechênia
“Tropas terrestres da Rússia começaram ontem a avançar sobre a Chechênia e ocuparam cinco pequenas cidades do Norte da república separatista (...)
                Além da ofensiva militar, a Rússia ataca a Chechênia no terreno político. O primeiro ministro russo, Vladimir Putin, anunciou que não reconhecia mais a legitimidade do presidente checheno.”
(O Globo, 2/10/1999)
O conflito de caráter nacionalista que hoje se verificam na antiga URSS estão relacionados ao desmantelamento do antigo mundo comunista soviético. Um dos fatores que contribui para acelerar a crise da URSS foi:
a) falta de apoio do Ocidente às mudanças de. Mikhail Gorbatchev
b) implementação da indústria de bens de consumo por Boris Yeltsin.
c) tentativa de golpe militar conservador de 1991 contra Boris Yeltsin.
d) o processo de reformas políticas e econômicas de Mikhail Gorbatchev

33) (UFCE) A intervenção dos EUA no Vietnã, no contexto dos conflitos militares da Guerra Fria, tinha como propósito:
a) evitar a reunificação do Vietnã sob o poder do governo socialista do Norte, o que representaria a ampliação da zona de influência soviética.  
b) garantir a realização de eleições gerais e diretas em todo o Vietnã a fim de possibilitar a desocupação militar americana na Coréia do Sul.
c) retirar as bases militares soviéticas estabelecidas em território vietnamita com a finalidade de pôr fim à corrida armamentista.
d) restituir o domínio colonial francês no território a fim de salvaguardar o regime democrático na Coréia.
e) impedir o massacre dos civis do Vietnã do Sul pelo governo socialista do Norte, que seguia a orientação de práticas stalinistas.

34) (UFCE) Leia o texto abaixo:
“O aspecto mais marcante da ordem geopolítica bipolar foi a chamada Guerra Fria. Ela consistiu simultaneamente numa disputa e numa conivência entre EUA e ex-União Soviética. Foi uma disputa tanto político-militar e econômica como diplomática, cultural e ideológica. Pode-se dizer que ela representou uma espécie de prolongamento da 2º Guerra mundial, só que sem as batalhas, sem os conflitos  militares diretos.” (José Wiliam Vesentini. A nova ordem mundial. S. Paulo, Ática, 1995, p.12)
A partir da leitura do texto, pode-se compreender que a ausência de conflitos militares diretos entre as duas superpotências significa que:
a) a competição econômica neutralizou os conflitos militares durante os anos da guerra fria.
b) as disputas militares ocorreram de forma indireta em outros países,como os do 3º mundo.
c) a idéia de democracia presente na ideologia capitalista e na socialista impediu a eclosão de movimentos militares.
d) a paz predominou no mundo a partir do pleno funcionamento das relações diplomáticas.
e) o progressivo desarmamento no planeta ocorreu com o fim da segunda guerra mundial.

35) (ENEM) “Os anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética não foram um período homogêneo único na história do mundo (...) dividem-se em duas metades, tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que a dominou até a queda da URSS.”
(Eric Hobsbawn, A Era dos Extremos. S. Paulo: Cia. Das Letras, 1996)  
O período citado no texto conhecido por “Guerra Fria” pode ser definido como aquele momento histórico em que houve:
a) corrida armamentista entre as potências imperialistas européias ocasionando a primeira guerra mundial.
b) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte.
c) choque ideológico entre a Alemanha nazista/União stalinista, durante os anos 30.
d) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a China e o Japão.
e) constante confronto das duas superpotências que emergiam da segunda guerra mundial.

36)  (UFRJ) Desde o início dos anos 90 o Brasil vem experimentando os efeitos das políticas adotadas pelos governos Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. As principais características deste modelo político, considerado por muitos como neoliberal:
a) o pleno emprego e o desenvolvimento econômico, com base nos investimentos estatais e nas parcerias com o setor financeiro.
b) o controle da inflação e da dívida pública, a partir da redução dos impostos, da negociação da dívida externa e da elevação salarial.
c) a redução da interferência do Estado na economia (estado-mínimo), a abertura ao capital externo e as privatizações, além da redução de gastos do Estado, através de reformas constitucionais.   
d) os investimentos exclusivos na política de bem-estar social, expressos nos assentamentos dos sem-terra e na Ação da Cidadania contra a Fome, privilegiando a redistribuição de renda e a permanência do homem no campo.
e) a valorização das organizações dos trabalhadores, visando construir parcerias na luta contra o desemprego.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       

37) (UNICAMP) “A Alca (com implementação prevista para 2005) poderá se tornar um hipermercado de 765 milhões de pessoas com U$ nove trilhões”. A União Européia também tem  demonstrado interesse neste hipermercado.”
a) O que é a Alca ?
b) Qual é a importância estratégica de sua formação para os EUA?
c) Qual é a polêmica levantada pelos países do Mercosul em relação à implantação da ALCA ?

38) (UNICAMP) A queda do muro de Berlim, ocorrida no dia 09 de novembro de 1989, pode ser considerada como um marco que separa duas épocas: a época da vigência da Ordem da Guerra Fria,e a época da assim chamada nova ordem mundial.
a) Explique o que foi chamada a ordem da guerra fria.
b) Como a chamada nova ordem mundial se diferencia da ordem da guerra fria ?

39) (UERJ) “O atual processo nada mais é do que a mais recente fase da expansão capitalista. (...) Só que agora essa expansão  - e esse é o dado novo – pode dispensar a invasão de tropas, a ocupação territorial, pode abrir mão, enfim, da guerra. ( ...) A farda agora é o terno e a gravata, pelo menos para os novos “executivos generais”. As novas armas são agilidade e eficiência. (...) (Eustáquio de Sene, Igor Moreira. Geografia: Espaço Geográfico e Globalização. S. Paulo: Scipione, 1998)
Dois fatores que explicam o caráter de agilidade nessa nova expansão capitalista, em que o poder é exercido também pelo mercado, são:
a)       comércio diversificado de produtos agrícolas – privatização do setor de serviços
b)       expansão na circulação de mercadorias – recuo das migrações internacionais
c)       controle de informações – produtividade ampliada das empresas estatais
d)       avanço nos meios de comunicação – desenvolvimento dos transportes

40) (UEL) O projeto de abrir os mercados europeus remonta ao pós-guerra, quando os EUA, por meio do Plano Marshall, iniciaram a reconstrução do Velho Continente. (...) Simultaneamente, eram erguidos os alicerces de um mercado global de capitais. Num futuro próximo, o sistema, acreditavam com razão os americanos, permitiria uma expansão internacional das empresas.   (Carta Capital, 4/08/1999, p. 24) 
Além do aspecto econômico, a ajuda norte-americana aos países europeus também comportava uma preocupação geopolítica:
a)       barrar o fluxo de imigrantes europeus, em especial dos países da Europa Oriental, para os EUA.
b)       diminuir o envio de auxílio humanitário dirigido aos países da América Latina e caribe para os países europeus.
c)       impedir o avanço das áreas de influência da ex-União Soviética para além dos países do Leste europeu.
d)       possibilitar o acesso das empresas norte-americanas às matérias-primas minerais e aos mercados da Europa Ocidental.
e)       garantir a soberania norte-americana sobre os novos territórios conquistados na região do Mediterrâneo, trocando-a por ajuda econômica.

41) (UFRJ) Dentre as formas de concentração econômica, duas são particularmente importantes: truste e cartel. Estabeleça a diferença entre elas.

42) (UFSC) Desde a queda do muro de Berlim, em 1989, um dos assuntos mais discutidos é o surgimento de uma nova ordem mundial diferente daquela que existiu no período da Guerra Fria.
Assinale as proposições que tenham relação com esta nova ordem mundial.
1)                  A capacidade tecnológica, a produtividade e a competitividade fazem parte do ovo padrão de poder da Rússia, que se mantém como potência no contexto da atualidade.
2) Com o fim da Guerra Fria, a nova ordem mundial é caracterizada pela emergência de um mundo multipolar, cujo padrão de poder é essencialmente econômico.
3) A globalização corresponde à fase de expansão dos capitais, no atual período técnico-científico do capitalismo, trazendo como conseqüência a interdependência econômica.
4) O surgimento dos megablocos econômicos significa que, regionalmente, em maior ou menor grau, as fronteiras econômicas entre os países estão sendo diluídas.
16) A União Européia forma um mercado comum e o seu processo integracionista é mais antigo e aprofundado que o de outros  blocos econômicos.

43) (PUC-PR) Associe as colunas:
1. cartel             (   ) domínio de mercado por uma única empresa.
2.  truste            (   ) domínio do mercado por poucas empresas.
3.  monopólio    (   ) fusão de várias empresas para dominar o mercado.
4. oligopólio      (   ) organização que controla várias empresas mediante o controle majoritário das ações.
5. holding          (   ) acordo ou associação de várias empresas independentes para controlar o mercado.

Assinale a alternativa correta:
a) 2 – 1 – 3 -4 -5
b) 4 -2 – 5 – 1 -3
c) 3 -4 – 2 -5 - 1                                               
d) 5 – 4 – 2 -3 -1
e) 1 -2 -4 -3 – 5
 















 










 




        



2 comentários:

  1. Quer dizer que eu perdi 1 hora da minha vida resolvendo questões que não tem gabarito ?? Sinceramente, quem publica essas questões deveria experimentar passar por isso que acabo de passar.

    ResponderExcluir