sábado, 10 de março de 2012

República Dominicana diz que EUA devem resolver seus problemas antes de criticar outros países


O ministro de Interior e Polícia da República Dominicana, José Ramón Fadul, afirmou que os Estados Unidos devem primeiro resolver seus problemas antes de acusar seu país pela produção e venda de drogas. Isso porque, segundo ele, os norte-americanos são os principais consumidores de drogas no mundo.
Fadul criticou que Washington se intrometa em assuntos internos da República Dominicana e assegurou que seu país teve que viver essa situação por causa do consumo excessivo dos norte-americanos.
O ministro disse ainda que a solução ao problema não é buscar culpados, mas investir mais no combate contra o narcotráfico, o necessário nestes casos.
Tais declarações respondem ao relatório do Departamento de Estado, no qual se destaca o peso da República Dominicana no fluxo de drogas ilícitas entre a América do Sul e os mercados norte-americanos e europeus, que tem a ver com uma suposta "corrupção endêmica".
Segundo os EUA, foi devido a essa corrupção na República Dominicana que aumentou o tráfico de alucinógenos ilegais em países do Caribe, apesar do número de apreensões ter aumentado na região em 2011, de acordo com o relatório anual do Departamento de Estado sobre o narcotráfico no mundo.
Recentemente, a América do Norte foi reafirmada como o principal mercado de drogas do mundo, com altos níveis de produção, fabricação, tráfico e consumo nos três países que a integram (Estados Unidos, Canadá e México).
A permanência dessa área no centro do problema foi ratificada pela JIFE (Junta Internacional de Fiscalização de Estupefacientes) em seu relatório correspondente a 2011, distribuído na sede da ONU.
Ao redor de 90% da cocaína que se consome nos EUA se trafica através do México, segundo esse órgão de fiscalização internacional. 
Fonte:Opera Mundi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário