sábado, 3 de março de 2012

Tornados nos Estados Unidos.


Em meio à busca por vítimas e sobreviventes, subiu para 38 neste sábado o número de mortos em uma série de tormentas violentas que atingiu uma região abrangendo da Costa do Golfo aos Grandes Lagos na sexta-feira, destruindo cidades pequenas e isolando comunidades rurais. Ao todo, as tempestades afetaram uma região que vai dos estados de Ohio e Indiana, no sul, até Alabama e Geórgia.
Cenário é de destruição total.
"Nós não somos páreos para a Mãe Natureza, no seu pior", disse em um comunicado o governador de Indiana, Mitch Daniels, acrescentando que ele visitaria neste sábado o sudeste do Estado.
Fortes trovoadas, previstas por metereologistas durante dias, desencadearam vários tornados que atingiram os Estados do Kentucky e Indiana particularmente de forma agressiva. Tormentas que destruíram quarteirões de casas também fizeram cair linhas de celular, arrancaram linhas de transmissão de postes e jogaram carros, ônibus escolares e trailers em estradas - deixando-as intransitáveis.
Processo de reconstrução já foi iniciado.
As condições climáticas deixaram os mais de 30 mortos em quatro Estados - Alabama, Indiana, Kentucky e Ohio -, mas a extensão completa da destruição ainda é desconhecida.
No Kentucky, a Guarda Nacional e a polícia estadual buscam nos destroços um número desconhecido de desaparecidos. Em Indiana, autoridades que fizeram buscas em estradas conectando comunidades rurais disseram que elas "praticamente sumiram".
Os tormentas de sexta-feira atingiram o país dois dias depois de uma outra série de tempestades terem deixado ao menos 13 mortos no meio oeste e sul americanos. Até às 22 horas locais de sexta-feira, o serviço metereológico divulgou 269 alertas de tornado. Em todo o mês de fevereiro, foram 189.
O governador do Kentuchy, Steve Beshear, declarou durante a tarde de sexta-feira estado de emergência por causa dos graves danos causados pelos fortes ventos, o que permitirá o desdobramento da Guarda Nacional e a ajuda às zonas mais afetadas.
As imagens do fenômeno climático são impressionantes: caminhões e árvores voando pelos ares, ônibus lançados contra casas de tijolos e muitas casas reduzidas a escombros. Em 2011, os tornados deixaram 545 mortos nos Estados Unidos, no que foi a temporada mais mortífera desse fenômeno desde 1936.
Fonte: Último Segundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário