domingo, 29 de abril de 2012

PROVA DA UFG - 2ª FASE - 2012/1 - GEOGRAFIA.


GEOGRAFIA
▬ QUESTÃO 1 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Durante todo o ano de 2011, a discussão sobre as alterações do Código Florestal Brasileiro envolveu  vários setores da sociedade. Dentre as principais polêmicas surgidas destacou-se aquela relacionada às APPs (Áreas de Preservação Permanente), em razão da preocupação com a preservação dos recursos hídricos.
Considerando-se o exposto,
a) explique o significado de Área de Preservação Permanente. (3,0 pontos)
b) Qual é o tamanho das APPs nos cursos d'água de menos de dez metros de largura, de acordo com o Código Florestal vigente?  (2,0 pontos)

▬ QUESTÃO 2 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Analise o mapa apresentado a seguir.


Nos últimos anos, o continente africano tem convivido com situações extremas: guerras civis e pobreza na parte Norte, e um relativo desenvolvimento no Sul. Na região denominada de Sahel, contudo, suas características físicas impõem dificuldades à produção agrícola, além de situá-la em condições de extrema pobreza e com graves conflitos étnicos.
            Tendo em vista o exposto,
a) cite duas características fisiográficas da região; (2,0 pontos)
b) indique três países que estão incluídos na região do Sahel. (3,0 pontos)

▬ QUESTÃO 3 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Analise os mapas apresentados a seguir.




Num esforço de promover a integração dos países da América Latina, foi criada no ano 2000 a Iniciativa para Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA). Este acordo envolve doze países signatários – Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai  e Venezuela.
A estratégia principal do acordo é  desenvolver um esforço de organização territorial que permita integrar a América do Sul ao espaço mundial. Visa também ao desenvolvimento integral da infraestrutura em seus aspectos físicos e institucionais, por meio da articulação de dez eixos de integração e desenvolvimento.
Assim, considerando-se os mapas e as características  do acordo estabelecido,
a) cite um dos três eixos e determine em qual dos mapas esse eixo está representado; (2,0 pontos)
b) apresente duas das características do eixo de integração representado no Mapa 3. (3,0 pontos)


▬ QUESTÃO 4 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Analise a figura e o texto apresentados a seguir


Atualmente existem três categorias de equipamentos GPS em uso: o recreacional (ou navegador), o topográfico e o geodésico. Para os dois últimos, é necessário processar as informações antes de usá-las.
Considerando-se o exposto a respeito desse recurso tecnológico,
a) caracterize o funcionamento do sistema GPS (Global Positioning System); (3,0 pontos)
b) indique duas informações que podem ser obtidas por meio de um aparelho GPS.  (2,0 pontos)

▬ QUESTÃO 5 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Analise o gráfico apresentado a seguir.



O gráfico representa a distribuição da população nos anos de 1970, 1991 e 2010, por grandes grupos etários, indicando mudanças em seu perfil. Estas informações possibilitam o cálculo da taxa de dependência da população. Essa taxa é a razão entre a soma da população compreendida nos grupos etários de até 14 anos e acima de 64 anos, e a população compreendida entre os grupos de 15 e 64 anos.
Com base nos dados representados no gráfico e no enunciado, responda:
a) Qual o valor aproximado, em até três casas decimais, da taxa de dependência da população do estado de Goiás em 2010? (2,5 pontos)
b) Indique uma razão que explique a redução da participação relativa dos jovens no total da população do estado de Goiás, nos anos considerados no gráfico. (2,5 pontos)

▬ QUESTÃO 6 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Analise a figura e o texto apresentados a seguir

O perfil geológico acima apresenta, dentre outras unidades geomorfológicas, o relevo da bacia do Paraná, o qual abrange rochas sedimentares, com idades desde o Devoniano até o Cretáceo, e rochas ígneas do Mesozoico.
Tendo em vista a ocorrência de solos mais férteis, originados do arcabouço geológico apresentado,
a) indique e descreva a unidade de relevo associada; (3,0 pontos)
b) caracterize o tipo de rocha que deu origem a esses solos;  (1,0 ponto)
c) cite dois produtos agrícolas mais cultivados nesses solos.  (1,0 ponto)

RESPOSTAS ESPERADAS

GEOGRAFIA
▬ QUESTÃO 1 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) Área de Preservação Permanente é toda área coberta ou não por vegetação nativa, protegida por lei, visando à conservação dos recursos hídricos, da estrutura geológica, da paisagem e da biodiversidade; facilitando o fluxo de genes da flora e da fauna;  protegendo o solo e assegurando o bem-estar das populações humanas.        (3,0 pontos)

b) O tamanho das APPs é de 30 (trinta) metros para cursos d'água de até 10 m de largura.(2,0 pontos)

▬ QUESTÃO 2 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) O candidato deverá citar duas das seguintes características fisiográficas: vegetação de estepe; precipitação hídrica de 150 a 500mm ao ano; cinturão verde formado por uma flora diversificada que protege a região dos ventos do Sahara; escassez hídrica. Outras características serão aceitas, desde que pertinentes.       (2,0 pontos)

b) O candidato deverá citar três dos seguintes países que integram a região: Senegal; Mauritânia; Mali; Burkina Faso; Níger; Chade; Sudão; Etiópia; Eritréia; Djibouti; Somália;  Nigéria.       (3,0 pontos)

▬ QUESTÃO 3 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) O candidato deverá citar um dos eixos representados indicando o mapa pertinente: mapa 1 –  Eixo do Amazonas; mapa 2 –  Eixo do Mercosul-Chile;  mapa 3 – Eixo Peru-Brasil-Bolívia.(2,0 pontos)


b) O candidato deverá citar duas das seguintes características do Eixo Peru-Brasil-Bolívia – Mapa 3:– Implantação de rodovia interoceânica.
– Existência de um mercado de mais de 10,2 milhões de pessoas e área de influência de 1,1 milhões de km2
.
– Implantação de nova alternativa para escoamento da soja e de outros grãos produzidos na Região Centro-Oeste do Brasil.
– Articulação da tríplice fronteira: Bolívia, Peru e Brasil.
– Ampliação das exportações: petróleo, ferro, soja, cobre e ouro. (3,0 pontos)

▬ QUESTÃO 4 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) Sistema baseado em satélites, que tornou a navegação em terra, água e espaço mais precisa. O sistema possui 24 satélites, localizados em uma órbita, a uma altitude aproximada de 20.200 km. Esse sistema permite ao usuário o conhecimento de seu posicionamento geográfico em qualquer lugar da superfície terrestre, a qualquer momento, havendo pelo menos quatro satélites rastreados pelo aparelho receptor.  Outras características serão aceitas, desde que pertinentes.       (3,0 pontos)

b) O candidato deverá indicar duas das informações:
– coordenadas geográficas de latitude e longitude;
– coordenadas planas de localização com referência a um datum geodésico;
– altitude em relação ao nível médio do mar;
– velocidade e tempo de deslocamento de pessoas e/ou veículos;
– rastreamento de veículos.
– Outros exemplos de aplicação serão aceitos, desde que pertinentes.      (2,0 pontos)

▬ QUESTÃO 5 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) Taxa de dependência = 0,428
CÁLCULO: Taxa de dependência =  24+6   =  30  = 0,428
                                                            70         70               
(2,5 pontos)

b)  O candidato deverá indicar uma das seguintes razões:
– queda da taxa de fecundidade;
– redução da taxa de natalidade;
– entrada da mulher no mercado de trabalho.
– Outras razões serão aceitas, desde que pertinentes.
 (2,5 pontos)

▬ QUESTÃO 6 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
a) A unidade de relevo refere-se aos planaltos e chapadas da Bacia Sedimentar do Paraná, composta por superfícies altas e planas, que atingem altitudes em torno de 1.000 metros, em contato por escarpas com depressões circundantes.        (3,0 pontos)

b) O tipo de rocha caracteriza-se por ser vulcânica básica, pertencente à Formação Serra Geral, como o basalto e o diabásio.         (1,0 ponto)
c) O candidato deverá citar dois dentre os seguintes produtos agrícolas: algodão, café, cana, milho, soja. Outros produtos agrícolas serão aceitos, desde que pertinentes.        (1,0 ponto)

Fonte: Centro de Seleção UFG.

sábado, 28 de abril de 2012

Mísseis exibidos pela Coreia do Norte podem ser falsos, dizem especialistas .


Especialistas alemães afirmaram suspeitar que seis mísseis intercontinentais NK-08 exibidos em uma parada militar pela Coreia do Norte podem ser falsos. Pyongyang apresentou os mísseis na semana passada. Sua existência foi interpretada por analistas ocidentais como um sinal de que o país havia dado um grande passo em seu programa de desenvolvimento de mísseis.
Depois surgiram indícios de que os caminhões usados para transportar e disparar os mísseis poderiam ter sido fornecidos por uma empresa chinesa - lançando suspeitas sobre uma eventual participação de Pequim no programa de armas coreano.

Foto: APSuposto novo míssil é apresentado durante desfile em Pyongyang, na Coreia do Norte (15/04).

     

























Hoje as atenções se voltam novamente para os mísseis. Dois especialistas em armas alemães - Markus Schiller e Robert Schmucker- analisaram fotografias dos equipamentos e publicaram estudo afirmando que eles são falsos. "Se olharmos os mísseis de perto, há detalhes errados que podem indicar que todo o programa é falso", disse Schiller.
Uma das principais características de mísseis verdadeiros é que são produzidos sempre com as mesmas configurações e designs. Os armamentos apresentados por Pyongyang possuem pequenas diferenças nas fuselagens.
A existência de tais diferenças remete à possibilidade de que os equipamentos apresentados fossem foguetes de lançamento de satélites. Isso porque, no desenvolvimento de lançadores de satélites, vários protótipos são construídos e testados. De um lançamento para outro pequenas mudanças são incorporadas ao projeto original.


Foram encontradas na fuselagem dos mísseis tanto válvulas de abastecimento de combustível líquido como equipamentos característicos apenas de foguetes alimentados por propelente sólido. Segundo os especialistas, a presença dos dois sistemas é "inconsistente", porque uma tecnologia é completamente distinta da outra.Propulsão

Mísseis transportados em caminhões normalmente usam o sistema de propulsão por combustível sólido. Por outro lado, a maioria dos mísseis que a Coreia do Norte já possui são equipados apenas com propulsão líquida.
Outro ponto que chamou a atenção os alemães foi a falta de alinhamento dos mísseis com suas plataformas de lançamento -o que indicaria problemas para colocá-los em posição de disparo. Além disso, foram encontradas ondulações na superfície de metal das ogivas. Isso indicaria que o material usado na construção delas é muito mais fino que o revestimento metálico normalmente usado em ogivas de mísseis reais.
Prática comum
Segundo os especialistas, apresentar equipamentos militares falsos em uma parada militar não é uma estratégia exclusiva de Pyongyang. "Mísseis falsos também foram apresentados em paradas no Irã e no Paquistão. Os mísseis mostrados pela própria Coreia do Norte em 2010, os Musudan e os Nodong, também eram falsos e até de uma qualidade pior que a dos novos NK-08", disse Markus Schiller.
O analista afirmou ainda que há várias hipóteses que podem explicar a exibição de armamentos falsos. A primeira é que são equipamentos valiosos, que podem ser danificados durante uma parada militar. Outros motivos podem ser a tentativa de confundir agências de inteligência de outros países com mudanças de detalhes nos armamentos ou mesmo fingir ter equipamentos que a nação não possui.
Por outro lado, a Coreia do Norte já mostrou mísseis falsos antes, mas depois a tecnologia sugerida apareceu de fato em armas reais.
Fonte: Último Segundo.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Crise de alimentos na Venezuela.


Por volta das 6h30, uma hora e meia um antes da abertura das portas, cerca 20 pessoas já esperavam na fila. Não, elas não queriam comprar o novo iPhone. Todas estavam ali em busca de mantimentos.
A Venezuela é um dos maiores produtores de petróleo do mundo em um momento em que os preços do produto estão em alta, mas a escassez de produtos básicos como carne, leite e papel higiênico são comuns na vida cotidiana local, muitas vezes transformando compras de supermercado em uma jogada de sorte.
Posto de distribuição de comida na periferia de Caracas na Venezuela.


Perguntado onde um cliente poderia encontrar leite quando o produto estivesse em falta na loja, um gerente disse com sarcasmo: "Na casa de Chávez."
No centro do debate está o governo socialista do presidente Hugo Chávez, que impôs controles de preços rigorosos que pretendiam tornar os alimentos e outros bens mais acessíveis para os pobres.
Chávez e seus ministros culpam o capitalismo desenfreado pelos males econômicos do país, dizendo que as empresas causam a escassez de produtos para elevar os preços.
"Nós não estamos pedindo que eles percam dinheiro, apenas que ganhem dinheiro de forma racional, que não roubem o povo", disse Chávez recentemente.
Muitos economistas dizem se tratar de um caso clássico de um governo causando um problema em vez resolvê-lo.
Além disso, algumas das carências acontecem em setores, como o de leite e o de café, em que o governo confiscou as empresas privadas e agora está coordena a produção, dizendo fazê-lo em nome do interesse nacional.Os preços devem ser mantidos a um valor tão baixo que companhias e produtores não conseguem obter lucro. Assim, agricultores produzem menos alimentos, indústrias diminuem sua produção e varejistas cortam seu inventário.
Nível
Em janeiro, segundo um índice compilado pelo Banco Central da Venezuela, a dificuldade de encontrar bens básicos nas prateleiras dos supermercados atingiu seu pior nível desde 2008. Embora este índice tenha diminuído consideravelmente, ainda é muito difícil encontrar diversos produtos.
Datanálisis, uma empresa de pesquisa que acompanha a escassez de produtos básicos, informou que leite em pó, um produto de primeira necessidade, não pode ser encontrado em 42% dos supermercados pesquisados no início de março.
Entre outros produtos em falta no mês passado, segundo a Datanálisis, estavam carne, frango, óleo vegetal e açúcar. A empresa de pesquisas diz que o problema também é maior em supermercados subsidiados pelo governo e criados para fornecer alimentos a preços acessíveis para os pobres.
O controle de preços, no entanto, foi defendido em anúncios do governo, acompanhados de ameaças de Chávez de nacionalizar qualquer empresa que não consiga manter os produtos no mercado.
Esperando na fila para comprar frango e outros alimentos básicos, Jenny Montero, 30 anos, lembrou de como não conseguiu encontrar óleo de cozinha no outono passado e teve de deixar de comer as frituras que costuma cozinhar e optar por guisados e sopas.
"Foi bom para mim", disse ela secamente. "Eu perdi vários quilos."
Fonte: Último Segundo.