Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

China: O Dragão do Oriente.

Imagem
A China é um país milenar, que foi governado por varias dinastias. No inicio do século XX, governado pela dinastia, o país decrescia. O país estava partilhado por várias potencias estrangeiras.
Mas, no começo do século XX, surgiu um movimento nacionalista, não a favor da dinastia Manchu é a dominação estrangeira. Sob a liderança de Sun Yat essa revolução atingiu várias cidades do país, e pôs fim ao império e instaurou a republica, em 1912. Foi organizado o partido nacional chinês, sob a liderança de Sun Yat-sem.
Apesar da proclamação da republica, o poder permaneceu fragmentado, e o país continuou sofrendo com o caos político, econômico e social. Pequim controlava apenas uma parte do país e mantinha laços com as potencias estrangeiras.
Nessa época surgiu uma iniciante industrialização, que com a ajuda de capitais estrangeiros se aproveitava da mão-de-obra barata e abundante. Com a invasão do Japão e a guerra civil esse processo de industrialização foi interrompido. Na primeira guerra…

América Latina e Caribe revisarão desafios educacionais pós-2015.

Imagem
A menos de três anos do prazo para a conclusão dos seis objetivos de Educação para Todos da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Cultura e a Ciência (UNESCO), e diante da necessidade de desenvolver uma agenda educacional pós-2015, ministros de educação e autoridades dos países da América Latina e do Caribe se reunirão, nos dias 29 e 30 de  janeiro, na Cidade do México. Esta é a terceira reunião da Mesa ampliada do Projeto Regional de Educação para a América Latina e o Caribe (EFA/PRELAC) que é um dos processos de consulta para se chegar a um acordo sobre uma agenda de novas prioridades de desenvolvimento pós-2015. Os resultados da reunião de janeiro no México serão uma contribuição importante para a agenda emergente onde a educação terá um lugar de destaque. Fonte: ONU Brasil.

A crise do emprego está longe de terminar, adverte o chefe da OIT.

Imagem
Ao destacar a necessidade urgente de enfrentar a crise do emprego, o Diretor Geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, advertiu que não pode haver um crescimento real sem empregos. As declarações foram feitas em um debate intitulado “O mal estar econômico e seus perigos”, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça. Ao ser perguntado sobre o dilema emprego-crescimento – se não existem empregos suficientes, a economia não pode crescer e se a economia não pode crescer, não pode criar empregos – Ryder respondeu que “esta lógica tão simples não era evidente aos responsáveis pela formulação de políticas que começaram a instaurar a austeridade na Europa para superar a crise financeira”. “Não é o único elemento do mal estar econômico que enfrentamos, mas é a quintessência de tudo”, acrescentou, advertindo ainda que embora a intensidade da crise financeira pareça estar diminuindo, os mercados laborais estão enviando sinais completamente diferentes. Fonte: ONU Bras…

Entenda os reflexos da crise política no Paraguai .

Imagem
O novo presidente do Paraguai, Federico Franco, reiterou nesta terça-feira que não convocará novas eleições após a polêmica destituição de Fernando Lugo na sexta. AP Novo presidente do Paraguai, Federico Franco (D), chega à cerimônia de posse de ministros no palácio presidencial em Assunção O impeachment relâmpago causou desconfiança internacional e uma resposta articulada dos países sul-americanos será definida na próxima sexta-feira em Mendoza, na Argentina, em um cúpula conjunta do Mercosul e da Unasul (União Sul-Americana de Nações). Diversos tipos de sanções podem ser adotados contra o país, desde a suspensão de investimentos até a possível, mas pouco provável, expulsão do Mercosul. Que tipos de sanções podem ser adotadas contra o Paraguai? Já foram aplicadas algumas sanções políticas e econômicas. Países como o Brasil e o Uruguai, por exemplo, chamaram seus embaixadores para consultas. O Paraguai também foi temporariamente suspenso das reuniões do Mercosul e da Unasul até que sej…

Guerras atuais e alguns de seus personagens.

Os recentes conflitos na África deram origem ou realçaram a ação de novos e antigos personagens. Se durante a Guerra Fria as figuras mais importantes eram militares ou homens públicos, hoje seus papéis são, de maneira geral, secundários. Três figuras emblemáticas merecem destaque atualmente: o senhor da guerra, a criança-soldado e o refugiado.


Um dos principais personagens dos atuais conflitos na África é o chamado senhor da guerra. Ele não pertence ao grupo que está no poder, mas é muito poderoso. O senhor da guerra é, ao mesmo tempo, um combatente e um traficante. Combatente, pois lidera grupos armados. Suas vitórias lhe dão prestígio e seu interesse é prolongar o conflito o maior tempo possível.


Ele é também inescrupuloso porque se aproveita dos recursos da população civil e, eventualmente, interfere ou impede a ação de organismos internacionais de ajuda humanitária. É também um traficante porque participa dos circuitos ilegais de comércio, facilitando o tráfico de drogas, armas e ou…

Nióbio Brasileiro.

1 OFERTA MUNDIAL - 2011


O Brasil tem as maiores reservas mundiais de nióbio, seguido por Canadá (províncias de Quebéc e Ontário), Austrália (província da Austrália Ocidental), Egito, República Democrática do Congo, Groenlândia (território pertencente à Dinamarca), Rússia (Sibéria), Finlândia dentre outros. É também o maior produtor mundial da substância, representando mais de 90% do total mundial.
As reservas de nióbio lavráveis no Brasil estão nos estados de Minas Gerais, Amazonas, Goiás, Rondônia e Paraíba. Em Minas Gerais as principais reservas encontram-se em Araxá com uma reserva lavrável de 113,4 Mt (milhões de toneladas) de pirocloro [(Na,Ca)2Nb2O6(OH,F)], em Goiás as principais reservas estão em Catalão com uma reserva lavrável de 100 Mt de pirocloro, no Amazonas tem-se Pitinga com uma reserva lavrável de 175,3 Mt de columbita-tantalita e de modo menos representativo, os estados de Rondônia e Paraíba com reservas lavráveis de 8,4Mt e 1,4 Mt respectivamente de columbita-tantalita…

Sobre o consumismo no mundo: comprar, jogar fora, comprar.

Imagem

Catastroiska: Explicação para a crise mundial.

Imagem