sábado, 18 de julho de 2015

Mercosul assina novo protocolo de adesão da Bolívia como membro pleno do bloco.

Os Estados-membros do Mercosul assinaram nesta sexta-feira (17/07) um novo protocolo de adesão da Bolívia ao bloco como membro pleno. A decisão ocorreu em Brasília, pouco antes do início da  48ª cúpula do Mercosul.

EFE
Ministros e delegados se reúnem antes de encontro na capital do Brasil

O documento foi ratificado pelos ministros das Relações Exteriores David Choquehuanca (Bolívia); Mauro Vieira (Brasil); Eladio Loizaga (Paraguai); Rodolfo Nin Novoa (Uruguai); e Delcy Rodríguez (Venezuela). O vice-chanceler argentino, Eduardo Zuain, também assinou o papel.

O novo protocolo de adesão da Bolívia ao bloco sul-americano já era aguardado e é um dos principais destaques desta edição do encontro. De fato, o acordo de ingresso do país liderado por Evo Morales já havia sido assinado em dezembro de 2012.
Entretanto, o Paraguai esteve ausente desse processo, em virtude do golpe que tirou o presidente Fernando Lugo do poder — fato classificado pelos membros do Mercosul como uma  "ruptura da ordem democrática". Como o país é membro pleno do bloco e também deveria aprovar a entrada de um novo parceiro, o tratado acabou sendo interrompido.

Agora, o novo documento será enviado pela delegação paraguaia para o parlamento do país para sua ratificação. Esse trâmite não será necessário na Argentina, Uruguai e Venezuela, cujos legislativos já aprovaram o primeiro dos protocolos, mas o papel precisará do aval das câmaras do Brasil e da Bolívia.
Segundo a Agência Efe, também foram assinados novos protocolos sobre a adesão da Guiana e Suriname ao Mercosul, mas em qualidade de Estados associados, na mesma cerimônia desta manhã.
Fonte:Opera Mundi.